BRUNO MARQUES

Compositor  e Arranjador Residente

Graduado em harmonia através do professor Julio Muniz (1997-1999) e do professor doutor Carlos Almada (1998-2002), com quem também estudou arranjo e contraponto. Concluiu os estudos d e harmonia funcional e arranjo com o professor Vittor Santos (2003-2008), estudando também concepções rítmicas e contraponto livre.

 

Estudou com mestrandos dos departamentos de percussão e de metais da Universidade de Aveiro, Portugal, onde fez uma temporada em 2011, tendo algumas de suas obras sinfônicas executadas. Autodidata em composição e orquestração através do material de diversos autores, em especial Paul Hindemith, Walter Piston e Rimsky-Korsakov.

 

Como arranjador, escreve com frequência para vários artistas e orquestras do Brasil (e ocasionalmente do exterior) com igual desenvoltura em uma grande diversidade de formações, desde o piano solo e pequenos duos às big-bands, orquestras de sopros e orquestras sinfônicas; geralmente, assina a produção em estúdio dos seus arranjos.

 

Lançou um disco solo em 2009, intitulado "Bruno Marques", com composições próprias e a participação de mais de 40 músicos do cenário brasileiro, popular e sinfônico, trabalho este que recebeu cotação máxima em todas as mídias que o cobriram, mais notoriamente a indicação 5 estrelas do jornal O Globo e no jornal Estado de Minas.

 

Ministra todos os anos desde 2008 cursos livres de verão nos assuntos de harmonia, arranjo e orquestração. Leciona também para músicos de todos os níveis acadêmicos, da graduação ao doutorado, além de estar em processo de conclusão do seu livro intitulado "Harmonia".

 

Desde 2006, desenvolve extenso trabalho como compositor sinfônico. Entre suas composições estão sonatas, valsas, concertos, aberturas sinfônicas e outras, que produz em propósito pessoal ou por encomenda.

 

Concluiu sua Sinfonia nº 1 no ano de 2013, tratando-se esta de um resgate às estruturas do final do Classicismo / início do Romantismo, com aproximadamente 70 minutos de duração.